odeio essa sensação
de que tem algo errado.
um nó seco na garganta,
um aperto no sapato imaginário.
minha mandíbula nem sabe
se morde o nada ou treme.
meus lábios secam e molham
na mesma frequência que
um beija-flor bate as asas.

é normal sentir o fim
quando tudo parece
estar ficando bom
demais pra ser verdade?

Um virginiano falando sobre literatura, séries, música e cultura LGBTQIA + Sendo resistência desde que me entendo por gente.